Trump e Xi, um encontro de líderes mundiais em Pequim

Tempo de leitura: 2 minutos

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, acompanhado por sua mulher Melania, chegou ontem, quarta-feira (8), a Pequim, na China, para a sua primeira visita ao país após assumir a presidência. A visita de Estado tem o objetivo de melhorar os laços entre as duas potências mundiais.

O primeiro dia de atividades culturais começou com um espetáculo de ópera tradicional na Cidade Proibida, uma das principais atrações turísticas da China e antiga residência imperial, onde Xi e sua mulher, Peng Liyuan, receberam o casal Trump. Um gesto para reforçar a importância da visita, considerada por Cui Tiankai, embaixador chinês em Washington, “uma visita de Estado e mais”, visto que, normalmente, os chefes de Estado são recebidos no formal Grande Salão do Povo.

Na noite de quarta-feira, no jantar de Estado, de acordo com o Escritório do Secretário de Imprensa da Casa Branca, o Presidente Chinês confirmou a relevância da visita norte-americana:

“Quarenta e cinco anos atrás, o presidente Nixon visitou a China, uma visita que reabriu a porta dos intercâmbios entre a China e os Estados Unidos. Como ele apontou corretamente antes de deixar a China, foi uma semana que mudou o mundo. Desde então, graças aos esforços conjuntos de várias gerações de líderes e pessoas dos nossos dois países, o progresso histórico foi feito na relação China-Estados Unidos. Isso beneficiou nossos dois povos. Na verdade, mudou o mundo.

A visita do Presidente Trump  é outro evento de importância histórica. Nos últimos dois dias, tivemos uma profunda troca de pontos de vista sobre como a China e os Estados Unidos devem aproveitar a oportunidade, enfrentar os desafios e abrir novos fundamentos em nossas relações”.

O Presidente Donald J. Trump, inclusive, na sua conta do Twitter agradeceu a receptividade dos anfitriões chineses: “Em nome da Melania e eu, agradeço por uma tarde e uma noite inesquecíveis na Cidade Proibida em Pequim, Presidente Xi e Madame Peng Liyuan. Estamos ansiosos para nos juntarmos a vocês amanhã de manhã”.

Hoje, quinta-feira, os dois presidentes deverão falar sobre comércio, o Mar do Sul da China, a Coreia do Norte e toda uma gama de assuntos para consolidar à relação bilateral mais importante do mundo. Sendo que, pela manhã, Trump anunciou a assinatura de acordos comerciais no valor de mais de 250 bilhões de dólares que englobam os setores energético, aeronáutico, agroalimentar e eletrônico.

Um dos pontos pitorescos da visita foi quando, ao final de seu discurso de agradecimento, no jantar da quarta-feira, Trump apresentou um vídeo da sua neta, Arabella, recitando músicas e poesias tradicionais chinesas sobre a beleza serena do país e os seus costumes. Veja o vídeo no link.

 

Autora: Ana Carolina Vasconcelos Leal Muniz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *